terça-feira, 6 de agosto de 2013

A Nojenta Bebida de Tortura Sueca

Durante a Guerra dos Trinta Anos, os mercenários suecos não eram pagos muito bem, pelo seu trabalho. Eles foram, no entanto, informados de que poderiam levar os objetos de valor de qualquer civil ou camponeses que aparecessem no seu caminho.

Com o objetivo de extorquir estes valores das pessoas, os suecos criavam a mais repugnante, mistura de odor fétido que conseguiam, usando terra, fezes, urina, e qualquer outra coisa que poderiam ter a jeito. Após a criação desta mistura, era depois vertida goela abaixo de quem quer que os mercenários ou soldados pensassem que não estava a revelar tudo o que deviam. Para que o sofrimento fosse maior, esta mistura era, geralmente servida a ferver.

Assim que uma pessoa consumia, forçosamente, uma quantidade do liquido suficiente para lhe inchar o estomago, os mercenários pontapeavam e espancavam-nos violentamente até o seu estomago explodir ou eles revelarem a localização dos bens.

A tortura era tão horrível que foi imortalizada em muitas pinturas e obras de literatura alemã do pós-guerra. Mais tarde, foi referido como "Schwedentrunk", que é, literalmente, a tradução alemã de "bebida sueca."

Sem comentários:

Enviar um comentário