terça-feira, 6 de maio de 2014

25 Cidades com População Sem-teto Extremamente Alta

De acordo com a Comissão das Nações Unidas sobre os Direitos Humanos, há uma estimativa de 100 milhões de pessoas desabrigadas em todo o mundo. Esta é uma estatística surpreendente quando se considera como afluente algumas partes do mundo são. Aqui está apenas um pequeno vislumbre desta farsa social dentro destas 25 cidades com altíssimas populações desabrigadas.

25- Lisboa, Portugal

A maioria dos moradores de rua em Portugal está concentrada nas cidades de Lisboa e Porto. Os relatórios dizem que cerca de 300 pessoas desabrigadas dormem nas ruas de Lisboa, todas as noites. Hoje, os membros da Comunidade Vida e Paz estão a tentar convencer a população de rua de Lisboa a participar em programas de reabilitação, com o objetivo de melhorar a qualidade das suas vidas.

24- Denver, Colorado

De acordo com o ponto de 2012, o relatório viu um aumento na sua população sem-teto de 411-964 entre os anos de 2011 e 2012.

23- Indianapolis, Indiana

Há até 2.200 pessoas desabrigadas, todas as noites, na cidade de Indianapolis, o que equivale a cerca de 15.000 ao longo de um ano. Esta cidade é conhecida pelos seus abrigos com base na fé, mas não há abrigos suficientes para fornecer um lugar para toda a população sem-teto.

22- Dublin, Irlanda

Um estudo recente mostra que cerca de sete pessoas por dia tornam-se sem-teto em Dublin. Em 2013, havia cerca de 2.366 pessoas relatadas a dormir nas ruas de Dublin todas as noites. O fracasso do governo para aumentar o estoque de habitação social é dito ser a causa raiz do problema social.

21- Rio De Janeiro, Brasil

O Rio De Janeiro é conhecido por ter uma alta taxa de falta de moradia, com mais de 2.500 pessoas desabrigadas desde o ano passado.

20- Baltimore, Maryland

De acordo com um estudo de 2011, existem cerca de 4.088 pessoas desabrigadas em Baltimore, Maryland, muitas das quais são famílias com crianças. Hoje, o governo da cidade está a dar passos no sentido de pôr um fim a este problema social através da criação de projetos que visam proporcionar habitação acessível e cuidados de saúde.

19- Tóquio, Japão

Um estudo de 2013 mostra uma população estimada de 5.000 desabrigadas em Tóquio. Este número era um aumento significativo dos 3.800 moradores de rua registados em 2008.

18- Chicago, Illinois

A partir de julho de 2013, uma análise descobriu que 116.042 moradores de Chicago foram desabrigados no decorrer do ano de 2012-13. Este é um aumento de 10% em relação à população de rua do ano passado.

17- Washington, DC

De acordo com o Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos EUA, o número de pessoas sem-teto que vive em Washington em 2013 foi de cerca de 6.865. No ano passado, o governo da cidade passou a servir de abrigo para a população sem-abrigo, sempre que os níveis de temperatura eram abaixo do ponto de congelamento. Aqueles que não querem ficar em abrigos temporários são fornecidos com um orçamento para ficar em hotéis.

16- Roma, Itália

Dos 17 mil moradores de rua na Itália, 7.000 são de Roma.

15- Tampa, Flórida

A falta de habitação acessível e abrigos tem contribuído para o número alarmante de 7.419 pessoas desabrigadas nas ruas de Tampa todas as noites.

14-San Diego, Califórnia

A segunda maior cidade do Estado da Califórnia, com uma população de 1.345.895, San Diego é o lar de 8.879 pessoas desabrigadas.

13-Atenas, Grécia

As estatísticas de sem-abrigo mostram que, dos 20 mil moradores de rua na Grécia, 9.000 são de Atenas. O número de pessoas desabrigadas em Atenas continuou a crescer desde a crise económica de 2009.

12- Seattle, Washington

De acordo com o Relatório de Avaliação de 2013, Seattle é o lar de uma população total de 9.106 desabrigados.

11- San Francisco, EUA

Cerca de 7.000 a 10.000 pessoas em San Francisco, EUA, estão desabrigadas, 3.000 a 5.000 das quais se recusam a viver em abrigos temporários disponibilizados pelo governo.

10- São Paulo, Brasil

Com base num estudo realizado recentemente, cerca de 10.000 pessoas estão desabrigadas no centro de São Paulo, Brasil. Mas dormem em velhos edifícios abandonados e hotéis.

9- Budapeste, Hungria

Somente em Budapeste, há cerca de 10.000 moradores de rua. Recentemente, o governo húngaro aprovou uma lei que criminaliza a pobreza, forçando aqueles que não querem ficar em abrigos oferecidos pelo governo para ter suas próprias casas. A partir de hoje, cerca de 6.000 da população sem-teto vivem em abrigos Budapeste.

8- Buenos Aires, Argentina

Eles são os fantasmas das ruas de Buenos Aires. Existem cerca de 15 mil moradores de rua que residem nas ruas sujas da cidade e com refúgios públicos da cidade que hospedam 1.700 camas para os sem-teto, este é um cenário que não vai mudar tão cedo.

7- Mumbai, Índia

Em 2003, havia cerca de 23 milhões de pessoas desabrigadas na Índia. Desde então, o número tem subido, apesar dos programas implementados pelo governo para reduzir a sua taxa de falta de moradia. Só em Mumbai, existem cerca de 25 mil pessoas que dormem nas ruas todas as noites.

6- Jacarta, Indonésia

De acordo com o censo de 2000, cerca de 28.364 pessoas estão desabrigadas em Jacarta, Indonésia. No entanto, devido a calamidades naturais recentes, como inundações e tempestades a população de rua tem crescido significativamente.

5- Cidade do México, México

40% do total da população do México está a viver na pobreza e de acordo com Organizações Não-Governamentais (ONGs), o número de pessoas nas ruas da capital mexicana destaca-se entre 15.000 e 30.000.

4- Moscou, Rússia

Há cerca de 5 milhões de pessoas sem-teto na Rússia e desse número, 1.000.000 são crianças. Estudos mostram que Moscou tem a maior parcela de pessoas desabrigadas no país, sendo responsável por 10.000 - 50.000 (dependendo da fonte de informação). Apesar do número cada vez maior, não resta nenhuma abordagem para o problema.

3- Los Angeles, EUA

A cidade de Los Angeles tem uma das maiores concentrações de pessoas sem-teto nos Estados Unidos. Atualmente, abriga cerca de 57.737 pessoas desabrigadas (perdendo apenas para a cidade de Nova Iorque).

2- Nova Iorque

A partir de 2013, o número de pessoas sem-teto a dormir cada noite em sistemas de abrigo de Nova Iorque, já é de mais de 60.000, 22.000 dos quais são crianças. A crise sem-teto em Nova Iorque é trazida pela falta de iniciativas de assistência de habitação fornecidas por autoridades locais para os indivíduos e as famílias que não têm habitação.

1- Manila, Filipinas

Segundo as estatísticas, cerca de 22,8 milhões, ou cerca de 40% de toda a população das Filipinas residem em favelas. No Metro Manila só, cerca de 1,2 milhões de crianças estão sem casa e vivem tanto em vendas ambulantes como a mendigar nas ruas. Mais de 300.000 pessoas foram desabrigadas por desastres naturais nos últimos anos.

1 comentário:

  1. Os motivos para os Estados Unidos está nesta posição são os Brasileiros que vão para lar em busca de uma vida melhor kkkkk

    ResponderEliminar