domingo, 22 de junho de 2014

25 Superstições Comuns e as Suas Origens

Da sexta-feira 13 a andar debaixo de escadas, estas são 25 superstições comuns e as suas origens.

25- Abrir um Guarda-chuva Dentro de Casa dá Azar

Embora algumas pessoas sugiram que começou com as superstições dos faraós no antigo Egito, a maioria dos historiadores rastrea a crença de volta aos tempos vitorianos, quando o mecanismo de abertura desajeitado de guarda-chuvas de metal enraiados seria um perigo interior legítimo.

24- Andar a pé Debaixo de uma Escada dá Azar

Esta realmente começaou no antigo Egito. Uma escada encostada a uma parede formava um triângulo e os egípcios consideravam como sagrados, os triângulos (as pirâmides?) Caminhar através de um não era bom. 

23- Espelhos Partidos Trazem Sete Anos de Azar

Na antiga Grécia, a catoptromancia (adivinhação por meio de espelhos) era o ato de olhar para um espelho e prever o futuro através da análise de alguém e um reflexo distorcido não era bom. Quando os romanos introduziram a ideia que as pessoas têm ciclos alternados de sete anos de saúde e doença, a superstição moderna nasceu.

22- Quando se Entorna Sal, Deve Misturar-se um Pouco Sobre o seu Ombro Esquerdo Para Evitar o Azar 

Por volta de 3.500 aC, os sumérios foram os primeiros a fazer isso. Embora o motivo exato seja desconhecido, espalhou-se para os egípcios, assírios e, mais tarde, os gregos.

21- Bater na Madeira Para Evitar Decepções

Apesar de ser uma das superstições mais populares dos tempos modernos, os historiadores são incertos das suas origens. Uma possibilidade é ter-se originado no hábito de tocar um crucifixo ao tomar um juramento.

20- Pendurar uma Ferradura na Porta com a Extremidade Aberta Para Trazer Sorte

Durante a Idade Média as pessoas pensavam que as bruxas temiam cavalos e se coíbiam de qualquer sinal deles. Por esta razão, anexavam ferraduras nas suas casas desta maneira.

19- Se um Gato Preto Cruzar o Nosso Caminho dá Azar

Começou com o povo egípcio que antigamente acreditava que os gatos traziam boa sorte. Até que o rei Charles I, lamentou a morte do seu gato, alegando que a sua sorte tinha ido embora e assim implantou a crença.

18- O Número 13 dá Azar

Também conhecida como triskaidekaphobia, o medo do número 13 teve origem na mitologia nórdica quando 12 Deuses estavam a jantar e Loki, o Deus da discórdia e do mal, causou a morte de Balder, um dos deuses.

17- Encontrar um Trevo de Quatro Folhas dá Sorte

Os celtas acreditavam que os trevos de quatro folhas eram objetos poderosos e que poderiam ser usados para afastar o mal.

16- Pedir Desejos a uma Estrela Cadente

No primeiro século, Ptolomeu teorizou que as estrelas cadentes resultavam de deuses olhando para baixo na Terra.

15- Segurar a Respiração ao Passar por um Cemitério

Isso normalmente é atribuído à conexão bastante óbvia entre a respiração e a vida. Em algumas culturas nativas americanas, respirar perto do morto é arriscado, porque pode inalar a alma de alguém.

14- Atirar Moedas Numa Fonte dá Sorte

Isso começou com os antigos romanos e continuou com os celtas. Alguns teorizam que pode ter sido um ato de apaziguar os deuses da água.

13- Pedir Desejos a um Leão

Mais uma vez, os originários da mitologia celta, acreditavam que o leão poderia curar doenças trazidas pelas Fadas.

12- Colocar Chapéus Numa Cama dá Azar

Algumas culturas acreditavam que os espíritos maus viviam no cabelo das pessoas e, portanto, nos seus chapéus também.

11- Colocar Velas nos Bolos de Aniversário

Os gregos antigos usados para fazer bolos de aniversário também. Eles teriam supostamente colocar velas sobre eles para que eles pudessem olhar como a lua em honra da deusa da lua Artemis. Hoje velas em um bolo de aniversário ainda estão associados à boa sorte.

10- Ver um Limpa-chaminés no dia do Casamento dá Sorte

Em 1066, o Rei William, estava prestes a ser atropelado por um carro, mas foi salvo por um limpador de chaminés que passava. O rei convidou-o para o casamento da sua filha e os limpadores de chaminés ainda são vistos como a sorte para esses dias.

9- Dá Azar ver o Vestido da Noiva Antes do Casamento

Isto foi visto como azar, porque se isso acontecesse significava que a noiva poderia ficar com dúvidas em relação ao casamento.

8- Levar a Noiva Sobre o Limiar

Em culturas ocidentais era visto como azar a noiva tropeçar ao entrar na sua nova casa, pelo que o noivo devia carregá-la.

7- Um Pé de Coelho dá Sorte

Durante o século VII aC, o coelho passou a ser considerado um símbolo talismã e sobrar a pata traseira foi uma maneira de beneficiar a sorte do coelho.

6- Excrementos de Pássaros na sua Cabeça dão Sorte

Essa crença, possivelmente, decorre da ideia de que se tem azar, a maré logo se transformará a seu favor.

5- Colocar o Anel de Casamento no Quarto Dedo da mão Esquerda

Uma vez concedido, isto tornou-se mais e convenção e tradição do que superstição, que começou quando os romanos dissecaram cadáveres e descobriram que um certo delgado tendão ou nervo parecia correr a partir deste dedo diretamente ao coração.

4- Ossos dos Desejos são Associados à Sorte

Os etruscos antigos usavam galinhas nos seus rituais de adivinhação. As pessoas pensavam que, mesmo após o frango morret, ainda se podia beneficiar da magia do oráculo mantendo os ossos.

3- Acender Três Cigarros com um Fósforo dá Azar

Isto é dito ter origem entre os soldados que pensavam que até o terceiro cigarro um atirador teria tempo para os encontrar. Outros dizer que o jogo magnata Ivar Krueger surgiu com a superstição para aumentar o negócio.

2- Colocar Sapatos em Cima da Mesa

Anos atrás, quando um mineiro morreu, os seus sapatos teriam sido colocados sobre uma mesa. Isso teria levado à superstição que colocar sapatos em cima da mesa traz azar. 

1- Pisar uma Racha no Chão, Quebrar as Costas da sua mãe

Embora a origem exata seja incerta, este mito tornou-se popular quando foi publicado no livro de Fletcher Bascom Dressler "Superstição e Educação" em 1907.

1 comentário: