terça-feira, 24 de março de 2015

Os Gregos Modernos Que Ainda Adoram Zeus

"Quanto aos deuses, não tenho meios de saber se existem ou não existem. Para muitos, são os obstáculos que impedem o conhecimento, como a obscuridade da pergunta e da brevidade da vida humana." - Protágoras

Em Resumo

Há dezasseis séculos atrás, o cristianismo finalmente chegou à Grécia, varrendo as antigas religiões. Hoje, cerca de 98 por cento dos gregos identificam-se como cristãos ortodoxos, com os 2 por cento restantes, na sua maioria composta de muçulmanos e um punhado de judeus. No entanto, há um número crescente de gregos que se opõem às religiões abraâmicas, não a favor do Hinduísmo, Budismo, ou até mesmo do ateísmo, mas a favor de Zeus.

A História Completa

Em 2007, a ex-executiva de publicidade Doreta Peppa conseguiu fazer algo que ninguém tinha feito por 1.600 anos. Vestida com túnicas brancas e carregando um par de pombas brancas, realizou uma cerimónia pagã no Santuário do Zeus Olímpico. Como representante da Ellinais, uma organização dedicada a reviver as formas gregas antigas de culto, ela tornou-se a primeira sacerdotisa a manter tal cerimónia desde os tempos do Império Romano Cristão. O efeito era apocalíptico.

Indignada com esta violação flagrante do direito grego, a Igreja Ortodoxa entrou na ultrapassagem da propaganda. Peppa e os outros pagãos foram denunciados em sermões. A mídia partiu para o ataque. O Estado grego enviou a tropa de choque para cerimónia, apesar de não intervir. Para muitos, as orações de Peppa e o canto ritualístico não eram nada mais do que um golpe publicitário sem vergonha para uma pequena organização que se recusou a arrastar o seu sistema de crenças do passado.

Nos sete anos desde a cerimónia ilegal de Peppa, a opinião mudou drasticamente. Hoje, centenas de milhares de gregos de todas as esferas da vida adoram abertamente os velhos deuses. Académicos esquerdistas, gregos nacionalistas de direita, pessoas jovens e ambientalistas, reúnem-se todos sob a bandeira helenística. Em todo o país, o grupo detém cerimónias e organiza toda a noite festanças para a glória de Zeus. Eles ainda consideram que a Grécia esteja sob ocupação cristã e querem um retorno às antigas tradições.

Muitos académicos, no entanto, afirmoam que os novos helenos estão a interpretar os antigos de forma demasiado liberal. Para começar, eles não participam no sacrifício animal; um componente central das antigas cerimónias olímpicas. Depois, há o fato de que as filosofias e as doutrinas dessas religiões antigas são praticamente incompatíveis com a vida moderna. Mas, para tudo o que pode ser contraditório, a adoração pré-cristã está a crescer na Grécia a uma taxa fenomenal. Os seus líderes estão à espera do reconhecimento legal nos próximos anos.

Sem comentários:

Enviar um comentário