sábado, 19 de dezembro de 2015

O Aviso de 10.000 Anos de Radiação

"Este lugar não é um lugar de honra. Nenhuma ação altamente estimada é comemorada aqui. Nada é valorizado aqui." - Aviso de material radioativo para culturas futuras

Em Resumo

O isolamento dos resíduos de Planta Piloto é um depósito geológico profundo usado pelo governo dos EUA para armazenar resíduos nucleares. Depois do lugar ser selado, o alerta será necessário para poder-se efetivamente comunicar perigo até 10.000 anos no futuro. As ideias propostas incluíem arquitetura ameaçadora, gatos que mudam de cor e até uma lua artificial. O sistema final envolverá avisos em vários idiomas em pilares de granito, uma grande parede em torno do local e outros artefatos.

A História Completa

O isolamento dos resíduos de Planta Piloto (WIPP) é um depósito geológico profundo localizado perto de Carlsbad, Novo México. "Depósito geológico profundo" significa que os resíduos radioativos são armazenados no subsolo. No WIPP, os resíduos são armazenados a 655 metros (2.150 pés) abaixo da superfície em quartos esculpidos numa cama de sal. WIPP começou a receber resíduos nucleares em 1999 e está programado para fazê-lo até 2070, altura em que será selado.


Os resíduos dentro deste WIPP serão perigosos durante 10.000 anos, então avisos serão necessários para dissuadir as populações futuras de tentar entrar no estabelecimento. Isso pode não ser tão fácil quanto parece. Mesmo se o idioma inglês ainda existir no ano de 12.000, ninguém pode ser capaz de ler a nossa forma atual dele. (É já difícil ler textos que têm apenas algumas centenas de anos.)

Enquanto o WIPP estava em construção, um painel de cientistas, antropólogos, linguistas e escritores de fição científica, tentaram encontrar ideias de como assustar efetivamente as gerações futuras. Muitas ideias foram estudadas. Uma delas envolvia adornar a área com picos de pedra para fazê-la parecer ameaçadora. Outra envolvia simplesmente cobrir o repositório com blocos irregulares de pedra negra. Ainda seria possível para as pessoas andar entre eles, mas os espaços estreitos seriam inúteis e muito quentes.

Vários avisos foram esculpidos noutro aspeto do plano. Imagens universalmente assustadoras e ameaçadoras foram consideradas, tais como os de pessoas que estão a ser feridas. Outra ideia envolvia uma imagem que parecia muito ao Grito, de Edward Munch. Barreiras linguísticas à parte, um aviso textual também foi proposto:

Este lugar é uma mensagem... e parte de um sistema de mensagens... Preste-lhe atenção!

O envio desta mensagem era importante para nós. Nós consideramo-nos uma poderosa cultura.

Este lugar não é um lugar de honra...  Nenhuma ação altamente estimada é comemorada aqui... Nada valorizado está aqui.

O que está aqui é perigoso e repulsivo para nós. Esta mensagem é um alerta sobre o perigo.

O perigo está num local particular... O centro do perigo está aqui... de um tamanho e forma particular e abaixo de nós.

O perigo é ainda presente, no seu tempo, como era no nosso.

Representa perigo para o corpo e pode matar.

A forma de perigo é uma emanação de energia.

O perigo é desencadeado apenas se perturbar substancialmente este lugar fisicamente. Este lugar é melhor ser evitado e deixado desabitado.

Por outro lado, alguns membros do painel sentiram que nada seria suficiente para impedir os seres humanos futuros de tentar entrar, se a nossa própria história é qualquer indicação.

Algumas ideias um pouco originais também foram propostas. Uma ideia envolveu a formação de uma sociedade pequena chamado um "sacerdócio atómico." Essas pessoas viveriam acima do local do WIPP e defenderiam o local ao longo de gerações. As suas advertências vagas sobre o perigo e as maldições dariam à área uma reputação assustadora com os moradores locais. Outra proposta envolvia a criação de uma raça especial de "gatos" de raios que mudavam de cor com a exposição à radiação. As histórias dos tais gatos, então, seriam introduzidas na cultura, fazendo com que os gatos fossem um sinal para evitar o WIPP, mesmo que ninguém soubesse o que a radiação era há 10.000 anos a partir de agora. Foi ainda proposto uma lua artificial que carregasse um aviso fosse construída e colocada em órbita. Desde que essa lua fosse concebida para ser visível a partir do solo, certamente seria uma grande empresa.

O esquema escolhido como aviso final, contará com uma grande parede de terra empilhada ao redor do local. Será de 30 metros (100 pés) de largura na sua base e de 10 metros (33 pés) de altura e será projetada para a máxima resistência à erosão. Haverá dois perímetros de monumentos de granito ao redor do WIPP, um na borda da terra controlada pelo governo e um no interior da parede, cada um pé 8 metros (25 pés) de altura e que pese 20 toneladas.

Avisos sobre os resíduos radioactivos serão esculpidos nas pedras em sete 7 línguas. Logo acima do repositório, um edifício sem telhado que medirá 12 metros (40 pés) de comprimento, 10 metros (32 pés) de largura e 5 metros (15 pés) de altura será construído. As suas paredes serão abordadas com avisos de texto e pictogramas. Apenas no caso dos seres humanos futuros absolutamente terem que cavar alguma coisa, haverá também duas salas de enterradas que caraterizarão a mesma informação que os blocos de granito e 23 centímetros (9 in) de discos serão enterrados em todo o local, apresentando igualmente mensagens de aviso.

A medida final para garantir que o WIPP seja evitado será a certeza de que muitas fontes de informações existirão sobre ele. Arquivos informativos serão criados e armazenados em todo o mundo, com um aviso de que devem ser preservados durante 10.000 anos. Além disso, a localização do WIPP será mostrada em mapas e atlas e informações sobre ele estarão prontamente disponíveis em enciclopédias, em textos escolares e nos dicionários.

Sem comentários:

Enviar um comentário