quarta-feira, 21 de setembro de 2016

10 Maiores Canções de Todos os Tempos (Parte II)

As canções formam uma parte da nossa vida, como uma melodia constante no nosso mundo interior, uma fonte de inspiração e calma, ou de entretenimento. O coração de uma canção é um mistério, a forma como interage com as memórias e como quem a ouve a torna algo de especial.

Parte da beleza de uma canção é a forma como a compartilhamos e celebramos canções que todas as pessoas conhecem. Algumas cantamo-las para darmos sentido às nossas vidas, enquanto outras têm algum tipo de grandeza e nos levam a recordar sentimentos profundos da nossa própria experiência.

Esta lista não é definitiva, pois todos temos canções diferentes que cantam nos nossos corações. Estas são apenas algumas dessas canções.

Para ouvir a canção/ver o vídeo clique na imagem.

1- Take Me To Church

Andrew Hozier-Byrne (2013); Versão definitiva: Hozier 

https://www.youtube.com/watch?v=MYSVMgRr6pw

Saindo das profundezas da internet para se incorporar na consciência popular, com alma, o hino gospel de Hozier oferece um ataque dissimulado à religião organizada. Impossível resistir a cantar cada Amém.


2- Run

Snow Patrol (2003) 

https://www.youtube.com/watch?v=jS8IZcx7tJY

Um hino para a nossa idade: Versículos apocalípticos que se rendem a um coro, com a promessa de que um amante que partiu estará sempre presente.

3- You’ll Never Walk Alone

Richard Rodgers & Oscar Hammerstein II (1945); Versão definitiva: Gerry and the Pacemakers (1963)

https://www.youtube.com/watch?v=OV5_LQArLa0

Mostra a famosa sintonia num hino crescente de presença fraterna.

4- All You Need Is Love

Lennon & McCartney (1967); Versão definitiva: The Beatles 

https://www.youtube.com/watch?v=dsxtImDVMig

Irremediavelmente otimista e maravilhosamente inspirador; um hino da paz.

5- Jealous Guy

John Lennon (1971) 

https://www.youtube.com/watch?v=lOzqg1Z8rTU

Uma melodia triste que mostra o lado mais autenticamente cru e honesto de um dos compositores mais complexos do pop.

6- MacArthur Park

Jimmy Webb (1968); Versão definitiva: Richard Harris 

https://www.youtube.com/watch?v=73v1RqRPKGk

Iguala o amor perdido a uma receita culinária esquecida.

7- Light My Fire

The Doors (1966) 

https://www.youtube.com/watch?v=deB_u-to-IE

Provocante e sensual.

8- In the Wee Small Hours of the Morning

Bob Hilliard/David Mann (1955); Versão definitiva: Frank Sinatra 

https://www.youtube.com/watch?v=MiPUv4kXzvw

De partir o coração, uma melodia linda que evoca um humor solitário de contemplação em longas horas perdidas antes do romper da aurora.

9- Everytime We Say Goodbye

Cole Porter (1944); Versão definitiva: Ella Fitzgerald (1956) 

https://www.youtube.com/watch?v=9GdwZL2Bx8c

O pano de fundo da guerra emprestou a esta canção de despedida um peso extra e um toque emocional mais leve.

10- Cold, Cold Heart

Hank Williams (1951); Versão definitiva: Norah Jones (2002)

https://www.youtube.com/watch?v=cQmzp-NA5PM

O amor não correspondido, o tratamento discreto irónico do génio de composições originais.

Sem comentários:

Enviar um comentário