sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Top 10 Mitos e Lendas da Irlanda

A longa história da Irlanda está repleta de mitologia antiga e de folclore. As sociedades antigas da Irlanda acreditavam no poder da magia e muitas dessas crenças espalharam-se para as lendas modernas, contadas vezes sem conta em todo o país. Histórias de guerreiros com todo o conhecimento do mundo, fadas que lançam feitiços sobre os proprietários rurais e duendes escondidos, apelam ao mistério da Irlanda.

10- Banshee (Alma Penada)


Banshee era uma mulher que carregava consigo um presságio de morte. Por vezes, Banshee aparecia como uma velha vestida de trapos, outras vezes como uma menina nova e bonita e também como uma mulher que lava a roupa, com roupas com sangue. Sempre que era vista, soltava um grito horrível e reza a lenda de que esse grito traria a morte a qualquer família que a ouvisse. O Rei James I da Escócia pensou que fora abordado por uma Banshee. Pouco depois, morreu.


9- Pookas (Duendes)


Os Pookas são um tipo de fada empenhado em criar o caos no mundo mortal. Os Pookas apareciam durante a noite em toda a Irlanda rural. Num bom dia, os Pookas causariam a destruição numa quinta; derrubariam cercas e perturbariam os animais. Num dia mau, os Pookas ficariam fora da quinta e chamariam as pessoas. Se alguém saísse, os Pookas levá-lo iam embora. Os Pookas também gostavam de brincar com os navios da Irlanda e foram acusados ​​de muitos naufrágios ao longo da costa rochosa.

8- Changeling*


Como reza a lenda, as fadas muitas vezes dão à luz crianças deformadas. Como as fadas preferem bebés visualmente agradáveis, iriam ao mundo mortal e trocá-lo-iam por um bebé humano saudável, deixando para trás um changeling. O changeling parecia um bebé humano, mas nunca teria nenhuma das mesmas caraterísticas emocionais. O changeling estaria apenas feliz quando a desgraça ou a tristeza acontecesse na sua casa. A lenda de changeling já dura há séculos. William Shakespeare falou de changelings numa peça. Trezentos anos depois, Scarlett O'Hara acreditava que o filho ilegítimo de Rhett Butler era um changeling em "Gone With the Wind".

Changeling: Uma criança humana que foi substituída por uma criança fada, pelas fadas.

7- A Harpa de Dagda


Na mitologia irlandesa, o Dagda era um alto e bonito sacerdote que tinha uma harpa grande. Durante uma guerra, uma tribo rival roubou a harpa de Dagda e levou-a para um castelo abandonado. Dagda seguiu a tribo e chamou a harpa. A harpa voou até Dagda e ele atingiu as cordas. A harpa soltou a Music of Tears e todos no castelo começaram a chorar. Dagda atingiu as cordas novamente e a harpa tocava músicas de alegria e todos os guerreiros começaram a rir. Então, Dagda atingiu as cordas e a harpa soltou a música do sono. Todos, menos Dagda caíram num sono profundo, o que lhe permitiu escapar com a sua harpa mágica.

6- Os Filhos de Lir


A história dos Filhos de Lir provém do Ciclo Mitológico Irlandês. Lir era o senhor do mar. Tinha uma esposa e quatro filhos. Quando a esposa de Lir morreu, ele casou com a irmã dela, Aoife. Aoife tinha ciúmes dos filhos de Lir e queria livrar-se deles. Um dia, Aoife levou as crianças para um lago. Enquanto eles estavam a nadar, lançou um feitiço sobre eles e transformou-os em cisnes. Sob o feitiço, as crianças deviam permanecer cisnes até que ouvissem o som de um sino cristão. Os cisnes nadaram no lago durante todos os anos de espera para ouvir o som daquele sino; o que só aconteceu quando St. Patrick veio para a Irlanda, 900 anos mais tarde.

5- St. Patrick


Para a maioria das pessoas, St. Patrick é o homem que trouxe um dia de bons momentos e cerveja verde a todo o mundo. Na realidade, St. Patrick não era considerado um santo até séculos após a sua morte e ele não era irlandês. St. Patrick nasceu na Grã-Bretanha, numa família rica. Durante a sua infância, foi raptado e vendido como escravo na Irlanda. Durante os seus anos de escravidão, converteu-se ao cristianismo e, uma vez libertado, passou o resto da sua vida a ensinar aos irlandeses a religião cristã, mas logo foi esquecido após a sua morte. Até que, muitos anos mais tarde, os monges começaram a contar o conto de St. Patrick, em que ele obrigou todas as serpentes a saírem da Irlanda. Algo que ele nunca poderia ter feito porque nunca houve quaisqueres cobras na Irlanda.

4- Shamrock (Trevo)


As três folhas verdes do Shamrock são mais do que o símbolo não oficial da Irlanda. O Shamrock manteve o significado para a maioria das culturas históricas da Irlanda. Os Druidas acreditavam que o Shamrock era uma planta sagrada que poderia afastar o mal. Os Célticos acreditava que o Shamrock tinha propriedades místicas devido às três folhas em forma de coração da planta e que o número três era um número sagrado. Alguns cristãos também acreditavam que o Shamrock tinha um significado especial e que as três folhas representavam a Santíssima Trindade.

3- Finn MacCool


Finn MacCool foi um guerreiro mitológico que apareceu em várias lendas irlandesas. Uma história popular conta a história de um salmão que sabia todo o conhecimento do mundo. Finn decidiu comer o salmão para obter o conhecimento. Quando estava a cozinhar o peixe, o caldo esguichou para fora e queimou o polegar de Finn. Finn enfiou o polegar na boca para parar a dor e imediatamente soube o conhecimento do salmão. A partir de então, sempre que Finn sugava o polegar, obtia o conhecimento que procurava.

2- Faeries (Fadas)


Existem Faeries n mitologia de todo o mundo, mas elas têm uma importância especial para os irlandeses. A sociedade de fadas na Irlanda é pensada ser muito viva. Uma fada irlandesa pode assumir qualquer forma que deseje, mas geralmente escolhem a forma humana. Afirma-se que é porque assim são bonitas, poderosas e é difícil resistir-lhes; o que é lamentável, porque a maioria das fadas na Irlanda trazem infelicidade e má sorte aos mortais que se aproximam delas.

1- Leprechaun (Duende Irlandês)


O Leprechaun é provavelmente o tipo mais conhecido de fadas que vivem na Irlanda. Os Leprechauns existem nas lendas irlandesas desde os tempos medievais. Tradicionalmente, os Leprechauns são fadas de alturas e muitas vezes aparecem aos seres humanos como um homem velho; muito diferente da visão moderna de uma pequena fada infantil numa roupa verde. Como reza a lenda, os Leprechauns gostam de recolher o ouro, que armazenam numa panela e escondem no final de um arco-íris. Se um ser humano trava um Leprechaun, a fada deve conceder aos humanos três desejos antes de ser libertada.

1 comentário: