sábado, 1 de outubro de 2016

Como Saber se um Romance é um Clássico ou Apenas Mais um Livro


Quando se trata de aulas do ensino médio, é provável que apenas um tipo de livro seja ensinado: exemplos de literatura clássica. São velhos, muitos são chatos e alguns são francamente atrevidos; mesmo para os padrões de hoje.

Hoje em dia, algo nem sequer precisa de ser necessariamente um livro para ser considerado literatura. A definição da literatura inclui qualquer coisa que se expressa de forma artística e qualquer coisa que atinge as mentes e seja amplamente comentada, incluindo romances gráficos, filmes e letras de músicas. 

Até ao século 18, pensava-se que os únicos fornecedores de literatura eram os poetas.

Mas a ideia de que outros tipos de coisas poderiam ser literatura, começou em 1774. No livro foram citadas coisas como processos judiciais, com todo o investimento emocional de uma produção teatral. O livro também sustentava que qualquer coisa que queria ser literatura precisava de ser medida contra as obras de escritores como Virgil, Homer e Cícero. 

Isso criou a ideia de um cânone literário, com o "cânone" da ideia bíblica de identificar trabalhos que faziam parte dos ensinamentos aceites da igreja. As obras que eram medidas contra o cânone literário, tornaram-se a medição da literatura.

Nos anos 1980 e 1990, as pessoas estavam realmente a começar a rebelar-se contra a ideia da literatura tradicional. Algumas sugeriram que o que faria algo verdadeiramente grande era a sua capacidade de refletir os valores culturais presentes no momento em que foi escrito.

Em 1940, Mortimer Adler publicou Como Ler Livros e cantou os louvores de 137 escritores que, segundo ele, foram responsáveis ​​por grandes livros do mundo. Essas foram as pessoas cujas obras seriam ensinadas nas aulas da escola e da faculdade e eram também as pessoas que estavam a ser deixadas de lado devido à inclusão de uma nova escola de clássicos modernos.

Então, quais são as qualidades concretas que fazem de algo literatura clássica, em oposição a apenas um romance? Não há diretrizes reais, mas alguns pontos continuam a ser analisados quando se trata de reconhecer a literatura.

Alguns sugerem que um romance se torna literatura quando se tem um impacto de longo alcance sobre a consciência pública, como as obras de Mark Twain. Alguns dizem que precisa de ter idade suficiente para confirmar que vai resistir ao teste do tempo e que ainda vai ser relevante com as mudanças que chegam com novas gerações de leitores. Mas, ao mesmo tempo, precisa de capturar o coração e a alma do momento em que foi escrito.

A ideia da literatura está sempre em mudança.

Sem comentários:

Enviar um comentário