sábado, 10 de dezembro de 2016

10 Mistérios Não-Resolvidos Que Envolvem Tragédias Históricas

Quem era Jack, o Estripador? O que realmente aconteceu ao vôo MH370? Mistérios inexplicáveis ​​como estes fascinaram o mundo durante centenas de anos e continuarão a fasciná-lo durante os próximos anos. Listados abaixo estão alguns mistérios relacionados a eventos trágicos da história, que podem ou não podem ser resolvidos.

10- O Naufrágio do Lusitania


O Lusitania afundou a 7 de maio de 1915, 18 minutos depois de ser atingido por um torpedo disparado de um submarino alemão. Quase 1.200 pessoas morreram. A imprensa dos EUA chamou bárbara à Alemanha por atacar um navio de passageiros num país que era neutro na Primeira Guerra Mundial nesse momento. Na Alemanha, os cidadãos foram informados de que a Grã-Bretanha permitia que o navio fosse afundado devido à sua carga ilegal.

No meio de toda a conspiração e confusão, surgiu outra versão, que permanece um mistério até hoje. Apenas 15 segundos após o impacto do torpedo, uma segunda explosão abalou o Lusitania. A causa dessa explosão ainda não foi determinada. Alguns acreditam que a água fria reagiu devido às caldeiras do navio, fazendo-o explodir, enquanto outros estão convencidos de que munições ilegais estavam a bordo. Considerando que o navio poderia ter ficado à tona após o torpedo o atingir, a segunda explosão (que presumivelmente causou o naufrágio) continua a ser um tema histórico polémico.

9- O Terramoto do Haiti


Evan Muncie sobreviveu 27 dias preso num enorme monte de escombros depois de um terramoto terrível atingir o Haiti em 2010. Depois de ser resgatado, os médicos ficaram surpresos ao verem que ele estava anormalmente magro por não ter comido ou bebido água durante um mês. Mas a história que Muncie afirmou impressionou-os ainda mais. Muncie insistia em dizer que só sobreviveu porque uma figura com um casaco branco lhe levava água em algumas ocasiões.

Embora a maior maioria das pessoas tenha descartado as suas alegações como alucinações, continua a ser um mistério como ele poderia ter sobrevivido se alguém não lhe tivesse, de fato, levado água. Certamente não há evidências de que outra pessoa fosse capaz de colocar-se no mesmo espaço onde Muncie foi encontrado. Muncie não sofreu ferimentos graves além dos ferimentos nos pés e recuperou-se completamente.

8- A Máscara de Oxigénio do MH17


Embora muitas teorias da conspiração em torno da tragédia do vôo Malaysia Airlines MH17 tenham sido desmascaradas, um incidente permanece em mistério: Porque é que um passageiro australiano usava uma máscara de oxigénio e porque razão era o único a fazê-lo?

O avião foi derrubado por um míssil terra-ar, matando instantaneamente 3 membros da tripulação no cockpit. O Boeing 777 partiu-se no ar após o ataque dos mísseis e a subsequente perda de energia elétrica. O impacto acabou por levar à morte de todas as pessoas que estavam a bordo do avião. O desdobramento das máscaras de oxigénio foi impedido pela perda de energia, embora provavelmente caíssem dos seus locais de armazenamento quando o avião se partiu.

Mesmo depois de minuciosas investigações por especialistas, ainda não está claro porque razão apenas um passageiro tinha uma máscara enrolada ao pescoço. Também não se conseguiu determinar se o passageiro usava a máscara porque quis ou se alguém que estava no chão a colocou sobre ele.

7- O Desaparecimento do Intrepid


Em Outubro de 1996, os passageiros de um iate chamado Intrepid fizeram uma chamada de socorro à Guarda Costeira da Flórida. O navio estava a naufragar e as 16 pessoas a bordo disseram à Guarda Costeira que iriam usar um bote salva-vidas até que a ajuda chegasse. A Guarda Costeira imediatamente partiu para ajudar os passageiros, mas acabou por procurar por 15.500 quilómetros quadrados do oceano, em condições de tempestade, sem sorte.

4 aviões juntaram-se à busca do iate desaparecido durante toda a noite e na manhã seguinte. Apesar do esforço conjunto da aeronave e da Guarda Costeira, Intrepid e os seus passageiros nunca foram encontrados.

6- O Homem em Queda do 11/9


Uma das fotografias mais assustadoras do 11/9 mostra um homem a cair de cabeça para baixo ao longo da torre norte, que está em ruínas. Reflete a tragédia de um dos dias mais sombrios da história dos EUA e foi amplamente divulgada nos jornais após os ataques. Muitos leitores sentiram que a imagem não deveria ter sido publicada e atacaram as publicações, fazendo com que a imagem e o homem quase fossem esquecidos passado algum tempo.

Acredita-se que o homem, que escolheu escapar ao fogo e ao desmoronamento das torres saltando da sua janela, pode ter sido um empregado do restaurante Window on the World, que estava situado no topo da Torre Norte. A sua identidade permanece um mistério.

5- O Misterioso P-40 do Pearl Harbor


Um ano após o ataque a Pearl Harbor, os operadores de radar descobriram uma leitura que indicava um avião que se dirigia para eles a partir do Japão. 2 pilotos foram enviados para intercetar o avião e ficaram chocados ao encontrar buracos de balas em todo o avião e 1 piloto caído coberto de sangue. O avião também não tinha equipamento de pouso. O avião foi identificado como um P-40 Warhawk e tinha marcações de que não tinha sido utilizado antes do ataque. Depois do avião cair, o piloto desapareceu misteriosamente e nunca foi encontrado.

Um diário encontrado no local do acidente indicou que o avião poderia ter vindo de Mindanao, mas a identidade do piloto e o seu destino final ainda não foram descobertos.

4- O Assassinato de Cathy Wayne


Cathy Wayne foi uma cantora australiana que foi morta por uma bala de calibre .22, enquanto estava no palco, numa base militar no Vietnã, em 1969. Morreu nos braços do seu namorado, que tocava bateria para a banda dela, Sweethearts on Parade. Ela tinha apenas 19 anos de idade.

Um fuzileiro naval dos Estados Unidos, chamado James Wayne Killen, foi considerado culpado de matar a cantora, enquanto tentava atirar noutra pessoa. Após um novo julgamento, foi considerado inocente e libertado. Outro músico, chamado Don Morrisson, acreditava que sabia quem a matara, mas a falta de provas impediu-o de revelar o nome da pessoa. Até hoje, o assassino de Wayne permanece sem nome e desconhecido.

3- Os Balões Cubanos Amarelos 


Em 1967, durante a Guerra Fria, foi descoberta uma caixa a flutuar ao largo da costa da Flórida, perto de Hallendale. Continha 7 balões inflados amarelos e era dirigida ao instituto de recursos minerais de Cuba, de Leningrado.

As investigações revelaram que a caixa tinha estado a flutuar no oceano por pelo menos 8 semanas e havia somente ar nos balões. Não havia indicação de substâncias tóxicas dentro ou à volta dos balões. Uma caixa semelhante, mas vazia, foi encontrada a 217 quilómetros de distância, fora de Marathon. Ambas as caixas foram marcadas como pesando 50 quilos, mas a caixa cheia de balões pesava apenas 14 quilos.

A Guarda Costeira não estava convencida de que tudo era uma farsa. O objetivo desses balões, porque estavam inflados ou como acabaram a flutuar no oceano, permanece um mistério.

2- O Desastre da Linha Férrea de Charfield


Quando um comboio de correio noturno e um comboio de carga colidiram em Charfield, Gloucestershire, a 13 de outubro de 1928, muitas das vítimas da explosão resultante foram queimadas além do reconhecimento e foram enterradas numa cova coletiva para poupar as suas famílias de mais traumas. Entre as vítimas estavam um menino e uma menina novos que nunca foram reivindicados.

Os polícias tomaram notas dos sobreviventes sobre as crianças, incluindo declarações de que a menina parecia mais jovem do que o menino, que se supunha ser de cerca de 10 anos de idade. Também se supunha que o menino e a menina fossem irmãos. Até hoje, ninguém se apresentou para dizer que as crianças eram parte da sua família e eles permanecem não identificados.

1- A Traição de Anne Frank


Anne Frank foi assassinada no campo de concentração de Bergen-Belsen depois de ser capturada durante o Holocausto. O seu diário continua a fascinar o mundo, anos depois de ter sido descoberto. O pai de Frank foi o único membro da sua família a sobreviver à guerra.

A pessoa que avisou os nazistas, levando à sua prisão, nunca foi identificado, apesar de muitos suspeitos terem sido nomeados. O oficial nazista que recebeu o telefonema sobre o paradeiro de Frank, Julius Dettman, cometeu suicídio depois da Alemanha se render e qualquer conhecimento que possa ter compartilhado sobre o telefonema foi para o túmulo com ele.

Sem comentários:

Enviar um comentário