segunda-feira, 20 de março de 2017

10 Histórias Perturbadoras Sobre a Pedofilia de Hollywood

Hollywood tem uma história de pedofilia. Os administradores corruptos usaram a promessa da fama para abusar sexualmente de menores durante anos. É, nas palavras de um executivo de cinema, "uma tradição consagrada na cidade".

O estado levou muito tempo para fazer qualquer coisa sobre acerca disso. Até 2012, os criminosos sexuais condenados na Califórnia eram livres para trabalhar as crianças famosas como tanto apreciavam. Mas, mesmo com essa mudança, ainda há muitas pessoas perigosas livres.

Algumas das histórias deste artigo são rumores. Outras são fatos que foram provados no tribunal. Mas cada uma delas deixa claro que há muitos homens a fazerem fortuna em Hollywood que fizeram coisas terríveis a crianças - e algumas nunca pagaram pelos seus crimes.

10- As Crianças de Super 8 e Escola de Rock Foram Escolhidas Por um Pedófilo Condenado


As crianças de alguns dos filmes mais bem-sucedidos dos últimos 15 anos foram escolhidos a dedo por Jason James Murphy - um pedófilo condenado.

Antes de se tornar diretor de elenco, Murphy morava em Seattle, onde, de acordo com documentos, ficou "obcecado" e "apaixonado" por um menino da escola primária. Murphy tentou atrair o menino, prometendo que iriam morar juntos em Londres. Então, foi ainda mais longe.

Em 1996, Murphy disfarçou-se de mulher e raptou a criança. Colocou o menino num avião, voou para Nova Iorque e manteve-o num quarto de hotel compartilhado. O menino só foi resgatado quando um funcionário do hotel viu o seu rosto na America's Most Wanted e chamou a polícia.

5 anos mais tarde, porém, Murphy estava de volta às ruas - e, brevemente, a trabalhar como diretor de elenco. Depois de ter sido condenado por rapto e molestação, foi contratado para escolher as crianças para Escola de Rock, Super 8 e outros projetos. Passsou 1 ano na indústria a procurar crianças antes de alguém realmente perdesse tempo a examinar quem ele era - e o quão perigoso ele poderia ser.

9- O Agente de Leonardo DiCaprio em Criança, Abusou Sexualmente de um Menino de 13 Anos


Bob Villard foi um dos maiores agentes de crianças da indústria. Representou alguns dos nomes mais famosos de Hollywood, incluindo Leonardo DiCaprio e Tobey Maguire - mas se o sistema funcionasse corretamente, não teria sido permitido em qualquer lugar perto de nenhum deles.

Mesmo antes de DiCaprio começar a atuar, em 1987, Villard foi acusado de posse de pornografia infantil. A acusação, porém, não conseguiu provar isso em tribunal - e assim Villard ficou livre e continuou a trabalhar com crianças.

Somente em 2001 foi preso. Villard foi apanhado com uma coleção de imagens sexualmente explícitas de meninos. Perdeu o caso, foi para a prisão e o mundo tornou-se um lugar mais seguro - por algum tempo, de qualquer maneira, até que Villard saiu e imediatamente voltou a ser agente de crianças.

Não demorou muito para que Villard magoasse alguém. Em 2005, Foi apanhado a abusar sexualmente de um menino 13 anos de idade que tinha cortejado como cliente. Villard foi enviado de volta para trás das grades e a sua carreira finalmente terminou - mas não há como dizer de quantos outros clientes pode ter abusado sem nunca vir a público.

Os tribunais não pareciam particularmente surpresos com o abuso de Villard. O promotor afirmou à imprensa "Isto é normal na indústria."

8- Bryan Singer Pode Ter Violado Michael Egan Quando Tinha 15 Anos


Mesmo que não tenha ouvido o nome de Bryan Singer, as probabilidades são de ter visto um dos seus filmes. É o diretor responsável pelos filmes X-Men, The Usual Suspects e das supostas agressões sexuais de pelo menos 3 meninos menores de idade.

A sua acusação mais famosa é de Michael Egan, que conheceu Singer numa festa quando tinha 15 anos de idade. Singer, afirma Egan, sentou o menino de 15 anos no seu colo, alimentou-o com álcool e drogas e prometeu-lhe um papel no X-Men. Então, enquanto Egan protestava, ele violou-o. Depois disso, afirma Egan, Singer violava-o regularmente, ameaçando que, se contasse a alguém, mataria a sua família.

É uma acusação que nunca foi provada em tribunal - mas não é a única sobre Singer. Outro menino de 14 anos de idade acusou Singer de dar-lhe álcool e de violá-lo e menores de idade do filme Apt Pupil alegaram que Singer os forçou a despir-se para os poder filmar no duche.

Singer conseguiu fazer com que cada uma dessas acusações fosse descartada e continua a trabalhar como um dos diretores mais bem-sucedidos de Hollywood. Mas, mesmo que Singer não seja considerado culpado, passa o tempo com pessoas que provavelmente o são.

7- Marc Collins-Rector Definitivamente Violou Michael Egan Quanto Tinha 15 Anos


Singer não era a única pessoa nessas festas. As festas eram realizadas por Marc Collins-Rector, o proprietário de uma empresa de mídia chamada DEN. Collins-Rector contratou Egan como ator e foi quem o convidou.

Nessas festas, de acordo com Egan, homens adultos ofereciam drogas e álcool a meninos adolescentes e usavam-nos para sexo. Não apenas eram menores de idade, como nem sempre eram consensuais. Egan afirma que Collins-Rector o prendeu e abusou dele violentamente, chegando a apontar-lhe uma arma à cabeça e a ameçar atirar nele se ele não parasse de resistir.

Egan não apresentou apenas acusações contra Singer. Apresentou também contra Marc Collins-Rector e 2 dos seus associados, bem como afirma que fizeram o mesmo a vários outros meninos. Um desses meninos foi Alexander Burton, que recebeu o papel de Pyro em X-Men.

Quando as acusações explodiram, Collins-Rector fugiu do país. Correu o mais rápido que pôde para que nunca tivesse que encontrar os seus acusadores no tribunal. Os meninos receberam 4,5 milhões de dólares e, quando a polícia finalmente encontrou Collins-Rector, ele confessou 5 acusações de agressão sexual a menores.

6- A Disney Contratou Brian Peck, Condenado Por Assédio Sexual de Menor


Marc Collins-Rector não é o único pedófilo condenado associado a Singer. Há também Brian Peck, que desempenhou um papel menor em X-Men. Peck participou novamente em X-Men 2 - o que foi uma escolha estranha para um filme sobre jovens talentosos. Afinal, entre os 2 filmes, Peck foi para a prisão por assédio sexual de um jovem de 15 anos de idade.

Peck também trabalhou como tradutor de diálogo e muitas vezes também trabalhou com empresas como a Nickelodeon para treinar atores infantis. Passou 6 meses a ter um caso sexual com um ator menor de idade não identificado até a família o acusar de agressão sexual em 2001.

Peck, porém, saiu da prisão e voltou ao trabalho. E não foi apenas Bryan Singer quem o contratou - a Disney contratou-o mesmo tendo sido condenado, de volta ao seu antigo emprego, para trabalhar como tradutor de diálogo em Zack & Cody.

5- Corey Haim Foi Alegadamente Violado no Set de Lucas


Depois de Corey Haim morrer, o seu amigo Corey Feldman tornou-se um dos atores mais dispostos a falar sobre a pedofilia em Hollywood. Os dois Coreys eram famosos por terem sido abusados sexualmente.

Feldman começou uma verdadeira controvérsia quando alegou que Haim foi agredido sexualmente no set de Lucas. Segundo Feldman, um homem mais velho, convenceu Haim que "era perfeitamente normal homens mais velhos e meninos mais jovens terem relações sexuais nos negócios, que era o que todos faziam."

Feldman não nomeou o agressor porque o estatuto de limitações da Califórnia tornou impossível apresentar acusações. Se dissesse, seria processado por difamação enquanto o agressor não seria condenado. Outros amigos de Haim apoiaram a história de Feldman.

Tudo o que Feldman afirma é que o atacante "ainda está proeminente nos negócios de hoje", o que levou a muita especulação. Alguns sugeriram que era Charlie Sheen. Um dos amigos de Haim acusou o diretor Dominick Brascia. Brascia, por sua vez, nega, mas afirma que sabe quem realmente o fez. Contudo, com a lei que protege os culpados, é improvável que possamos saber com certeza.

4- Martin Weiss Foi Libertado Assim Que Foi Condenado


Martin Weiss era um agente de Hollywood que era especialista em contratar crianças. Teve a sua parte de sucessos. Nickelodeon e Disney usaram-no como caçador de talentos e assumiram as crianças que encontrou. No entanto, ele usava a sua posição para abusar de crianças.

Weiss usou a sua posição para aproveitar-se de Evan Henzi, de 11 anos de idade, mais de 30 vezes durante anos. O caso permaneceu até Henzi ter 14 anos de idade e ter coragem de apresentar as acusações. Weiss não concorreu e foi condenado a 1 ano de prisão - mas, como tinha cumprido a pena de prisão enquanto esperava a sua data de julgamento, foi libertado assim que foi condenado.

"Tenho raiva do sistema legal", afirmou Henzi depois do seu agressor ser libertado. "Culpei-me e senti-me mesmo muito culpado. Depois percebi que não era esse o caso e era apenas eu a tentar acreditar que as pessoas eram boas no mundo e que sabiam as coisas melhor do que eu. Agora que sou mais velho, sei que ele era apenas doente. Não se tem relações sexuais com uma criança de 11 anos de idade."

3- Um Assistente de Produção de Nickelodeon Usou o Seu Trabalho Para Assediar Crianças


Jason Michael Handy descreve-se como "pedófilo". Isso, porém, não o impediu de ter um emprego na Nickelodeon.

Handy usou a sua posição para atrair crianças. Em 2004, entrou em contato com uma menina de 14 anos de idade pela internet, apresentou-se como produtor de Nickelodeon e prometeu-lhe uma carreira na televisão. A atração do estrelato era suficiente para que a menina desistisse de tudo - e então deixou-o voar até ao Michigan, onde a conheceu na sua escola.

Quando ele foi preso por abuso sexual, a polícia encontrou um esconderijo de pornografia infantil na sua casa. Também descobriram que ele tinha sido voluntário na igreja local para poder atrair crianças lá.

É uma história terrível - mas a parte realmente terrível é que nada mudou. Em 2009, depois de servir o seu tempo, saiu da prisão e mudou-se para a Carolina do Norte - e, em seguida, fez a mesma coisa de novo.

2- Woody Allen Alegadamente Violou a Sua Filha de 7 Anos


Mas essas histórias não se limitam apenas aos assistentes de produção. Alguns dos maiores nomes do cinema foram acusados ​​de pedofilia. O pior de todos tem que ser Woody Allen - que foi acusado de violar a sua própria filha.

"Quando tinha 7 anos de idade, ele agarrou-me pela mão e levou-me para um sótão, que era como um armário, no segundo andar da nossa casa. Disse que queria deitar-se no meu estômago e brincar com o conjunto de comboios elétricos do meu irmão", afirmou a filha de Allen, Dylan Farrow. "Então, agrediu-me sexualmente."

Farrow levou o seu pai a tribunal, mas não conseguiu provar as acusações. Os juízes, no entanto, decidiram que "os melhores interesses das crianças seriam servidos ao permanecerem juntos em custódia da Sra. Farrow" em vez de Allen. Proibiu inclusive Allen de visitar os seus filhos.

Não ajuda o caso de Allen o fato de que se casou com a sua enteada adotiva. Também não ajuda que o seu próprio filho, Ronan Farrow, também pense que fez tudo pelo qual é acusado. - "Acredito na minha irmã" - afirmou Ronan. Ele não estava lá para ver acontecer, mas confirmou algo mais que a sua irmã havia reivindicado. Woody Allen, segundo ambas as crianças, subia para a cama de Dylan à noite e forçava-a a chupar-lhe o polegar.

1- Roman Polanski Pode Escapar de Acusações de Violação


A agressão sexual de Roman Polanski, a Samantha Gailey, de 13 anos de idade, é um dos mais conhecidos escândalos de Hollywood. Pode ter ouvido a história antes - mas não pode perceber que Polanski está prestes a escapar dessa acusação.

Em 1977, Polanski ofereceu álcool a Gailey quando ela tinha apenas 13 anos de idade e agrediu-a sexualmente dentro da casa de Jack Nicholson. Gailey, de acordo com o seu testemunho, gritou: "Não, largue-me!" e "Pare com isso!", enquanto Polanski a sodomizava à força.

Polanski foi considerado culpado, mas fugiu do país para evitar a prisão. Isso aconteceu há 40 anos e Polanski está livre desde então. Fez inúmeros filmes, ganhou Óscares e não serviu nenhum dos 50 anos pelos quais foi condenado a passar na prisão.

E pode estar prestes a escapar completamente. Neste momento, Polanski está a negociar com os tribunais. Espera ser autorizado a voltar para o país e não servir mais tempo na cadeia - e, até agora, parece que vai conseguir.

Sem comentários:

Enviar um comentário