quarta-feira, 28 de junho de 2017

10 Fatos Perturbadores Sobre o Facebook

Desde o incidente de Edward Snowden que as pessoas desconfiam das grandes empresas on-line, como o Facebook e o Google. Sabemos que estão a coletar muitos dados. Somente o Facebook sabe quantos dados coletam dos seus usuários, mas as estimativas fixam o número em cerca de 500 terabytes por dia. 1 terabyte é o equivalente a 1.024 gigabytes. Um filme médio de 720p é de cerca de 1 gigabyte. Isso significa que o Facebook coleta o equivalente a 510.000 filmes todos os dias.

A grande escala de mineração de dados é impressionante, mas o que podem fazer com esses dados é mais impressionante, ou assustador, dependendo de onde estamos na escala megalómana. O Facebook é parte da vida quotidiana. Isso é uma coisa boa? Aqui estão 10 fatos perturbadores sobre o Facebook para ajudá-lo a decidir.

10- O Facebook Tem Reconhecimento Facial


Quando um amigo marca uma fotografia no Facebook, essa informação é adicionada à gigante pilha de dados do Facebook. A rede social tem robôs de AI que peneiram todos esses dados para fazer correspondência de padrões com o nosso rosto.


O algoritmo do Facebook é tão bom que afirmam ter uma precisão de 98%. Com cada fotografia recém-carregada, tornam-se melhores em faces de correspondência padrão. A questão é quanto tempo temos até que o Facebook venda essas informações aos varejistas. 

9- O Facebook Sabe Onde Estamos a Toda a Hora


Se tem o aplicativo Facebook Messenger, as probabilidades são de que não colocou para parar de compartilhar a sua localização. Não é mau se quer que o Facebook saiba onde está. E quanto a outras pessoas? E se um perseguidor quiser rastreá-lo e segui-lo? Também pode usar o Facebook Messenger?

Um programador investigou e criou um simples plugin do Chrome chamado Marauder's Map. O nome refere-se a um mapa que Harry Potter teve em Hogwarts que lhe permitiu ver onde todos estavam no castelo. O mapa do Marauder foi capaz de dar as coordenadas exatas dos amigos que usaram o Messenger.

Ao olhar para um mapa simples, o programador conseguiu identificar exatamente onde estavam os seus amigos. Em resposta, o Facebook desativou a localização compartilhada do aplicativo Messenger. No entanto, isso não significa que não estão a coletar esses dados.

8- Usar o Facebook Faz-Nos Sentir Piores


Quanto mais usar o Facebook, pior se sentirá. O uso intensivo das mídias sociais provoca muitos problemas diferentes, incluindo a diminuição das relações presenciais, o aumento do comportamento sedentário e a erosão da auto-estima através de uma comparação social desfavorável. Estudos realizados por Yale mostraram que o uso do Facebook teve um impacto substancial na saúde mental. A atividade de gostar do conteúdo de outros e de clicar em links previu uma diminuição autodescrita na saúde física, na saúde mental e na satisfação de vida.

Quando se trata do Facebook, as pessoas cuidadosamente adaptam o que é apresentado para mostrar os destaques da sua vida e omitem as desvantagens. Outros que estão a navegar no perfil de alguém sentem-se pior quando se comparam com os destaques dessa pessoa.

7- O Facebook Cria Uma Câmara de Eco Para as Nossas Visualizações


Após a eleição de Donald Trump e a recente crise do Brexit, as pessoas foram rápidas em responsabilizar o Facebook e o Google por curar artigos de "notícias falsas". A evidência era tão forte que mesmo o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, teve que fazer uma promessa de filtrar sites falsos de notícias e alertar os usuários para que não fossem influenciados por sites diferentes.

A mídia principal focou-se em "notícias falsas" (provavelmente porque estava a competir com elas), mas falhou ao mencionar o outro problema que as pessoas enfrentavam com o Facebook: o que é chamado de "bolha de filtro".

O objetivo principal do Facebook é conseguir que se gaste muito tempo na sua plataforma. Se ler o ponto acima, talvez pense que isso é mau para a sua saúde. Também é mau para o seu inteleto. O Facebook leva-nos a ficar ao redor a curar o que acham que gostaria de ver. O problema com isso é que, por exemplo, se é um apoiador político de esquerda, nunca verá conteúdo que mostre os aspetos positivos da política de direita e o mesmo princípio é válido se for de direita. Essa bolha de filtro também faz parecer que o partido político que apoia é mais popular do que os outros, mesmo que não o seja.

Apesar da missão de unir as pessoas, esse aspeto do Facebook pode estar a afastá-las.

6- O Facebook Influencia Negativamente Pessoas Com Transtornos Alimentares


Um pequeno estudo com 84 mulheres da Universidade da Flórida descobriu que as pessoas que usam o Facebook com mais frequência eram mais propensos a denunciar uma alimentação desordenada. Outro estudo da Universidade Americana em Washington DC, descobriu que as raparigas que digitalizam fotografias do Facebook são mais propensas a indicar a insatisfação corporal.

Mais uma vez, voltamos a como o Facebook nos faz comparar com os outros. Se pode ter um efeito sobre pessoas que atualmente não sofrem de uma doença mental, o efeito pode ser mais pronunciado em pessoas que já enfrentam problemas psicológicos graves, como distúrbios alimentares.

5- O Facebook Faz Com Que as Pessoas Solitárias se Sintam Ainda Mais Solitárias


O psiquiatra clínico da Universidade de Nova Iorque, Dr. Sudeepta Varma, afirmou que o Facebook mantém as pessoas informadas sobre o que as outras estão a fazer -, mas também as lembra do que eles não estão a fazê-las, o que pode fazer com que se sintam excluídas. Essa foi a conclusão do estudo de 82 jovens adultos que eram usuários ativos do Facebook.

A coisa mais chocante sobre esse estudo é que aconteceu durante 2 breves semanas. Após apenas 2 semanas de uso, o Facebook levou a um declínio acentuado na felicidade subjetiva.

4- O Facebook Sabe Mais Sobre Nós do Que Pensamos


O feed de notícias do Facebook foi projetado para mantê-lo comprometido o maior tempo possível. Durante esse tempo, o Facebook constrói uma rede de dados cada vez maior e complexa nos seus usuários. Criam um perfil usando a análise preditiva, o que lhes permite descobrir o quão suscetível é em relação a publicidade, de que forma se inclina politicamente e se é mais provável que pague com dinheiro ou com um cartão de crédito. 

Até adivinham o quão inteligente é, com base no conteúdo que gosta. Se quiser obter um pequeno instantâneo no tipo de dados que o Facebook coleta, então recomendo o plugin de dados do Chrome Selfie.

3- O Facebook Participa na Censura Política


Apesar da missão do Facebook de ter uma sociedade livre e aberta, agiram em oposição a esse objetivo, envolvendo a censura política no nível estadual. Houve muitos exemplos disso, como o bloqueio de uma página que anunciava um protesto na Rússia, uma ação que era uma ordem direta do governo russo.

Outro exemplo é na China, onde o Facebook desenvolveu um software especial para censurar os posts dos usuários. Até chegaram a censurar a sátira porque uma agência do governo do Reino Unido reclamou. Também censurou 2 homens a beijar-se.

2- O Facebook Vende os Nossos Dados


Quando acha que não pode piorar a censura política, descobre que todos podem acessar os seus dados. A Mastercard comprou recentemente dados do Facebook que detalham os hábitos on-line dos usuários para descobrir informações comportamentais que pode vender aos bancos. A intenção é fundir os dados do Facebook com os seus próprios dados, para que também possam gerar vendas on-line.

Ok, a Mastercard é uma grande empresa com muito dinheiro. "Certamente não foi barato", afirma. Bem, um homem gastou US $ 5 para adquirir um total de 1 milhão de informações pessoais dos usuários do Facebook. A resposta do Facebook foi bastante assustadora. Pediram que o homem lhes enviasse o arquivo, o excluísse do computador e "ficasse quieto."

1- O Facebook Sabe Quando Estamos a Dormir


Através do aplicativo do Facebook Messenger, os usuários podem ver quando alguém esteve ativo pela última vez. Intrigante, um desenvolvedor com o nome de Soren Louv-Jansen começou a prestar mais atenção a isso. Ao correlacionar IDs de usuários com um carimbo de data/hora, realmente conseguiu construir um gráfico de todos os padrões de sono dos seus amigos. 

Um hacker foi ainda mais longe e descobriu que poderia descobrir quais pessoas do dispositivo estiveram ativas pela última vez. Que excelente forma de assustar os seus amigos. 

Sem comentários:

Enviar um comentário