terça-feira, 29 de agosto de 2017

10 Mistérios da Selva Inexplicados

As selvas e florestas da Terra têm aterrorizado a raça humana durante anos. Há algo de inquietante sobre não saber o que poderia estar à espreita atrás de uma árvore. Isso não nos impediu de explorá-las e de procurar pelas cidades perdidas e tesouros que se diziam estar perdidas lá dentro. Nos últimos anos, o mundo tornou-se um lugar muito menor, com tudo planeado e nenhum local escondido dos satélites. No entanto, as selvas ainda mantêm os seus segredos, com grandes quantidades de terra ainda inexploradas, tribos insatisfeitas, criaturas indocumentadas e coisas nunca vistas antes ocultas nessas florestas.

10- Os Anéis da Amazónia


Uma série de valas em forma de anel podem ser encontradas em toda a Amazónia brasileira, que é mais antiga que a floresta tropical. Essas estruturas permanecem um mistério e os arqueólogos não sabem o que fazer com elas. Pensa-se que serviram como funerais ou uma forma de defesa, mas ninguém sabe ao certo. Outra teoria é que são marcas deixadas por OVNIs que pousaram lá antes da floresta crescer. Essas marcas são semelhantes às linhas de Nazca em que não há nenhuma razão confirmada de porque existem. Supõe-se que esses anéis foram construídos pelos primeiros povos que habitaram a área.

Uma outra pergunta é: "Como é que os primeiros homens conseguiram as ferramentas para criá-los?" Isso também não tem resposta, pois não há nenhuma prova de que quaisquer ferramentas sofisticadas o suficiente para ter criado os anéis existiam no momento em que foram construídas.

9- Maricoxi


Os Maricoxi são relatados como sendo enormes, podendo ser de até 3,7 metros de altura. Embora pareçam primitivos, diz-se que são bastante inteligentes, com arcos e flechas e vivendo em aldeias.

Segundo o explorador britânico Coronel Percival H. Fawcett, que supostamente encontrou as criaturas enquanto mapeava as selvas da América do Sul em 1914, elas eram extremamente peludas e viviam ao norte de uma tribo chamada Maxubi. Só conseguiam falar em grunhidos e eram extremamente hostis com os humanos. No livro do coronel, Lost Trails, Lost Cities, descreve como ele e os seus homens foram quase atacados pelos animais quando chegaram perto da sua aldeia. No entanto, foram capazes de manter os animais afastados, disparando com as suas armas para o chão perto das criaturas, fazendo-as fugir assustadas.

Em 1925, Fawcett desapareceu juntamente com todos os seus homens durante uma expedição para encontrar uma cidade perdida. As teorias sugerem que foram mortos por tribos locais ou que morreram de fome. No entanto, outras afirmam que foram mortos pelo Maricoxi, embora não haja nenhuma evidência para apoiar isso.

8- As Pessoas Sentinelas


A tribo Sentinelese é a tribo conhecida mais isolada na Terra. Habitam a selva da Ilha North Sentinel no Oceano Índico e acredita-se que têm vivido lá desde há 60.000 anos. Recusaram todas as tentativas que o mundo ocidental fez para alcançá-los e mataram as pessoas que se aproximaram demais. Falam uma linguagem não-classificada e expulsam qualquer equipa de pesquisa com flechas e lanças.

A tribo estima-se não ter mais de 500 pessoas, mas ainda assim paracem viver muito bem, têm ferramentas de metal e parecem estar de boa saúde. O verdadeiro mistério dessa tribo é como conseguiram sobreviver ao tsunami de 2004 que destruiu muitas das Ilhas Andaman. Pensou-se que a tribo tivesse morrido, porque vivem no caminho direto do tsunami. Logo após o tsunami, um helicóptero voou muito baixo sobre a ilha, procurando sinais de vida, esperando não encontrar nenhuma. No entanto, um homem Sentinelese correu para fora da selva e para a praia agitando a sua lança e gesticulando para o helicóptero ir embora.

É incrível que apesar do tsunami ter afetado milhões de pessoas civilizadas, a tribo Sentinelese tenha conseguido sobreviver sem qualquer ajuda do mundo exterior. Como fizeram isso provavelmente continuará a ser um mistério, dado que ninguém vai aproximar-se muito deles num futuro previsível.

7- Bolas de Pedra Pré-Históricas


Centenas dessas grandes esferas de pedra estão espalhadas pela selva da Costa Rica e pensa-se terem sido construídas por seres humanos pré-históricos. Durante anos, deixaram os cientistas e os arqueólogos perplexos sobre a razão pela qual estariam lá e como foram construídas. As esferas variam até 2,4 metros de diâmetro e são quase perfeitamente redondas.

Foi sugerido que foram construídas para fins religiosos, mas não há evidência suficiente para confirmar isso. Atualmente, ainda permanece um mistério o porquê das pedras estarem lá e como os seres humanos pré-históricos conseguiram moldá-las com a mais básica das ferramentas. É também um mistério como foram movidas para cima das colinas e através da selva, pelo meio das árvores. Os recursos necessários para isso não foram encontrados em torno dos seus locais, tornando o mistério ainda mais confuso.

6- O Rio em Ebulição


Há um rio no coração da Amazónia peruana que mata tudo o que cai lá dentro. Pode atingir temperaturas acima de 93 graus Celsius (200°F) e o vapor muitas vezes sob a partir da superfície. Não há confirmação de como o fenómeno começou, mas a hipótese é de que uma empresa de perfuração acidentalmente rompeu um sistema geotérmico, libertando gases de dentro da Terra para o rio.

De acordo com os moradores, o rio é um lugar de enorme poder espiritual e os nativos muitas vezes reúnem-se nas suas margens para cantar canções e orar. 

5- A Cidade Perdida dos Gigantes


Profundamente na selva equatoriana, uma cidade perdida foi descoberta em 2012. No entanto, não era uma cidade antiga normal. É conhecida como a "Cidade Perdida dos Gigantes".

Um grupo de exploradores foi acompanhado por um número de nativos, que estavam familiarizados com a área e acreditavam fortemente que a cidade existia. Segundo relatos, à chegada, os exploradores encontraram um conjunto de estruturas maciças, sendo a maior uma pirâmide de 79 metros de altura por 79 metros de largura, de forma incomum. No topo da pirâmide estava uma pedra lisa, polida, que se acredita ter sido um altar de sacrifício.

A magnitude desses edifícios é o que dá o nome à cidade e leva muitos arqueólogos a acreditar que a cidade foi construída e habitada por gigantes, embora muitos outros estejam céticos em relação a isso.

O que torna esta descoberta ainda mais peculiar não é apenas os próprios edifícios, mas também as ferramentas e os artefatos encontrados lá. Muitas ferramentas superdimensionadas e fabricadas foram descobertas, supostamente tão grandes que seria impossível para os seres humanos usá-las. A equipa que descobriu a cidade acredita que as ferramentas são uma peça crucial de evidência que, num passado distante, existiram gigantes na Terra.

4- A Cabeça de Pedra da Guatemala


Na década de 1950, nas selvas da Guatemala, uma cabeça de pedra colossal foi descoberta. O rosto tinha caraterísticas incomuns, como lábios finos e um grande nariz, e foi encontrado direcionado para o céu. As caraterísticas assemelhavam-se a um homem caucasiano, que não se encaixava com quaisquer outras obras de arte da época, assim como o contato com caucasianos teria sido supostamente inexistente.

Anos após a sua descoberta original, foi encontrada destruída pelo Dr. Oscar Padilla, um doutor da filosofia e um entusiasta da história antiga. Padilla afirmou que a cabeça havia sido destruída por rebeldes anti-governo, que a usaram como alvo. A história da cabeça de pedra foi recentemente retomada pelos cineastas por trás do documentário Revelations of the Mayans: 2012 and Beyond, que alegou que provava que os extraterrestres tinham entrado em contato com civilizações passadas.

Durante a filmagem desse documentário, um arqueólogo guatemalteco, Hector E. Majia, foi entrevistado. Declarou: "Certifico que este monumento não apresenta caraterísticas de Maya, Nahuatl, Olmeca ou qualquer outra civilização pré-hispânica. Foi criado por uma civilização extraordinária e superior com conhecimento incrível de que não há registo de existência neste planeta."

A região onde a cabeça foi encontrada é famosa por cabeças de pedra, mas nenhuma se assemelha de forma alguma à encontrada por Dr. Padilla. A cabeça levantou muitas perguntas a respeito de porque está lá e quem a construia. É provável que nunca venhamos a descobrir as respostas.

3- O Desaparecimento de Michael Rockefeller


Michael Rockefeller, filho do eventual vice-presidente dos EUA, Nelson Rockefeller, desapareceu misteriosamente em 1961 enquanto procurava obras de arte tribal nas selvas da Nova Guiné. O graduado de Harvard, de 23 anos de idade, era explorador e adorava viagens. Na sua expedição para recuperar obras de várias tribos, encontrou 13 aldeias tribais.

Durante a expedição, o barco de Michael foi derrubado, deixando-o a ele e ao seu companheiro, Rene Wassing, encalhados a 16 quilómetros. Rockefeller decidiu que poderia nadar para o continente e obter ajuda. As suas últimas palavras para Wassing foram: "Acho que posso conseguir."

Ninguém sabe se Michael chegou à costa ou não, mas existem muitas teorias. Algumas sugerem que ele se tenha simplesmente afogado no seu caminho para o continente, enquanto outra teoria afirma que chegou à costa, apenas para ser implacavelmente assassinado e comido pela tribo Asmat. Os Rockefeller lançaram uma investigação sobre o desaparecimento de Michael e alegaram que não encontraram nada.

O mistério ainda é falado hoje, com muitas pessoas a acreditarem que Michael chegou a terra e foi canibalizado nas mãos da tribo Asmat.

2- O Alienígena da Floresta Amazónica


Em 2011, 2 turistas britânicos que visitaram a região do Mamaus, no Brasil, capturaram acidentalmente uma fotografia do que parece ser um ser extraterrestre. O ser aparecia no fundo de uma imagem tirada por um renomado escritor de paranormal Michael Cohen.

A forma do ser não se assemelha a qualquer forma de vida atualmente conhecida pela humanidade, mas parece humanóide. O que torna este mistério ainda mais arrepiante é o fato de que a área é conhecida por frequentes avistamentos de OVNIs, com muitas pessoas a especular que os extraterrestres estão interessados ​​na área devido à sua biodiversidade. A região também foi alvo de uma investigação de alto nível do governo brasileiro (Operação Prato), na qual o exército foi enviado para monitorar uma presença alienígena na região. Esta operação foi coberta pelo governo durante anos até ser eventualmente desclassificada.

1- Parasita Comedor de Carne


Em 2011, uma equipa de exploradores descobriu a lendária Cidade Perdida do Deus dos Macacos na selva "La Mosquitia". Acredita-se que a cidade foi abandonada pelos astecas em 1520 depois de uma doença de "comer carne" começar e que ficou intacta desde então. Os habitantes da cidade acreditavam que era amaldiçoada pelos deuses, que haviam enviado pragas para matá-los. Entre a equipa dos exploradores estava Douglas Preston, um autor e um explorador mundialmente famoso, que escreveu um livro com as descobertas da equipa.

Embora a descoberta em si tenha sido chocante, um choque ainda maior aconteceu quando a equipa descobriu que haviam contraído a doença carnívora. Precisavam de tratamento imediato e quase perderam os seus rostos. Preston explicou numa entrevista que "O parasita migra para as membranas mucosas da sua boca e do seu nariz e basicamente come-as. O seu nariz cai, os seus lábios caem e eventualmente o seu rosto torna-se uma ferida gigantesca e aberta."

Durante a escavação da cidade, o grupo também encontrou cobras venenosas que tinham ido para o acampamento à noite. A equipa escapou por pouco do horrível envenenamento. Levaram alguns artefatos e decidiram não voltar para a cidade, sentindo que era muito perigosa, mesmo tendo a certeza de que ainda tinha muitos segredos para descobrir. 

Sem comentários:

Enviar um comentário