terça-feira, 26 de setembro de 2017

10 Formas Incrivelmente Fáceis e Agradáveis de Melhorar a Memória

Procura melhorar a memória para ter melhores notas ou melhorar o desempenho no trabalho? Sente-se mal quando se esquece do nome de uma pessoa ou do aniversário de um amigo? Felizmente, existem vários hábitos fáceis que podemos adotar para aumentar o poder de memória. 



Relaxar

Meditar, praticar yoga, rir e ouvir música. Quando estamos stressados, os nossos músculos ficam tensos, o que faz com que gastemos oxigénio que de outra forma poderia ser usado para manter a função cerebral. Verificou-se também que o stresse quadruplica as probabilidades de contrair a doença de Alzheimer. À medida que as pessoas envelhecem, o cérebro torna-se mais fino e a perda de memória é mais prevalente, mas as pessoas que praticam técnicas de relaxamento experimentam taxas mais lentas de perda de memória à medida que envelhecem, mantendo a mente nítida.



Comer Mirtilos

Comer metade de uma chávena de mirtilos todos os dias é uma ótima forma de preencher os antioxidantes. Os antioxidantes estão entre as melhores formas de prevenir danos causados ​​pelos radicais livres. Além disso, melhoram a aprendizagem e a memória, aumentando as funções cerebrais existentes. E claro, os mirtilos são absolutamente deliciosos, de modo que torná-los parte regular da alimentação é bastante fácil.




Exercícios Oculares

Vários estudos chegaram a uma conclusão muito estranha, mas interessante: se movermos os olhos da esquerda para a direita durante 30 segundos antes de um teste de memória, obteremos melhores resultados. Como? Acontece que, dessa forma, os dois hemisférios do cérebro estão em harmonia. Escusado será dizer que qualquer coisa que melhore a comunicação entre os dois lados do cérebro é obrigada a ter um efeito positivo na recuperação da memória.




Beber Extrato de Chá Verde

Em 2014, os pesquisadores da Universidade de Basileia, na Suíça, descobriram que os participantes que bebiam uma bebida contendo 27,5 gramas de extrato de chá verde apresentavam melhor desempenho nos testes de memória. Acontece que o chá verde intensifica a interação entre os lobos frontal e parietal, levando a uma melhoria.




Jogar Jogos de Puzzle

Puzzles, Sudoku e Solitaire não são apenas uma ótima forma de passar o tempo, são perfeitos para manter a mente ativa. Ajudam o cérebro a desenvolver caminhos neuronais ligados à memória e aumentam as habilidades de resolução de problemas. A longo prazo, esses tipos de exercícios mentais podem até reduzir as probabilidades de desenvolvimento da doença de Alzheimer.




Exercício

Correr, dançar, jogar basquete, ou qualquer outra coisa. A atividade física faz correr o oxigénio para o cérebro, o que é importante para manter a memória. Em particular, alguns estudos descobriram que 20 minutos de exercício podem fazer uma grande diferença quando se trata de função de memória. Mantém o fluxo sanguíneo, melhora a concentração e pode até ajudar a desenvolver novas células na região do cérebro ligada à memória. Na verdade, fazer exercício após um teste pode oferecer benefícios. Por exemplo, de acordo com um estudo, as pessoas que se exercitaram 4 horas depois de aprenderem algo, mantiveram essa informação dias depois.




Dormir a Sesta

Se tivermos tempo, podemos fazer uma sesta de 30 minutos durante o dia. De acordo com um estudo realizado pela Universidade da Califórnia-Riverside em 2016, as pessoas que dormiram a sesta foram mais bem sucedidas na conversão de informações de curto prazo para a memória de longo prazo. Pesquisas adicionais descobriram que as pessoas que dormem a sesta são capazes de reter o dobro das informações que aprenderam, em comparação com quem não dorme a sesta.




Beber um Copo de Sumo de Uva 

Um estudo descobriu que os indivíduos que bebiam meia chávena de sumo de uva roxa durante 12 semanas tiveram melhorias na retenção de memória de curto prazo e a capacidade aprimorada de lembrar-se de listas. Além disso, pode ajudar a melhorar a memória entre pessoas com comprometimento cognitivo verbal leve. A chave é escolher uvas roxas e não brancas. O orgânico é ainda melhor, pois contém 40% mais de antioxidantes em comparação com os não-orgânicos.




Cheirar Alecrim ou Sálvia

Estudos descobriram que cheirar alecrim ou sálvia estimula o centro de memória do cérebro. Como resultado, pode melhorar a concentração da memória. Na verdade, os filósofos da Grécia Antiga eram conhecidos por usar raminhos de alecrim atrás dos seus ouvidos enquanto mergulhavam num profundo estudo.




Ser Social

Encontre tempo para se encontrar com amigos e participar em conversas significativas. As interações sociais exercitam o cérebro e são uma parte importante do processo de ensaio e recuperação da memória. De fato, apenas 10 minutos de conversação mostraram melhorar o desempenho em testes, independentemente da idade.


Sem comentários:

Enviar um comentário