terça-feira, 31 de outubro de 2017

7 Monstros do Mar Pré-Históricos e Aterrorizantes

As pessoas vivem aterrorizadas com o profundo oceano azul desde que os nossos antepassados ​​perceberam que há coisas a viverem na água que poderiam cortá-los ao meio com uma boca gigante cheia de dentes afiados. Claro, atualmente também temos os grandes tubarões brancos, que facilmente podem eviscerar-nos em segundos e provavelmente alguns terrores desconhecidos das partes mais profundas que nós, como espécies, ainda não estamos prontos para encontrar. Mas acredite em nós, estamos a viver no modo fácil, porque os antigos monstros do mar pré-históricos batem aos pontos o tubarão branco. A mãe natureza é assustadora!


Shastasaurus

Shastasaurus é atualmente a maior espécie de réptil marinho já encontrada, registando 20 metros ou mais. Mesmo com esse tamanho, Shastasaurus não era o predador mais temido, dado que comia principalmente peixe. Também se parece muito com os golfinhos de hoje, por alguma razão.




Dakosaurus

É um peixe? É um réptil? ... Porque não os dois? Dakosaurus, descoberto pela primeira vez na Alemanha, foi um dos predadores mais mortíferos do mar durante o período jurássico. É relativamente parecido aos crocodilos e podia atingir até 5 metros de comprimento.




Thalassomedon

Thalassomedon significa "senhor do mar" em grego e este animal tem esse nome por alguma razão. Podia alcançar até 12 metros e as quatro barbatanas até 2 metros cada, permitindo que fizesse voltas insanas subaquáticas com uma eficiência mortal. Assustou as suas presas durante milhões de anos durante o período Cretáceo, quando predadores maiores como o Mosasaurus finalmente tomaram o seu lugar.

Para saber mais sobre o Período Cretáceo basta clicar aqui.




Tylosaurus

Odin teve piedade das almas dos pobres homens que caíram presos nas enormes mandíbulas de Tylosaurus. Foi uma espécie de Mosasaurus e foi enorme! Podia alcançar mais de 15 metros de comprimento e era 100% carnívoro, com uma dieta muito diversificada. Os cientistas descobriram restos de peixe, tubarões, mosasaurídeos menores, plesiosaurios e até alguns pássaros nos seus intestinos fossilizados.




Liopleurodon

Este é muito popular e provavelmente já ouviu falar sobre ele - é Liopleurodon. Podia atingir até 6 metros de comprimento, viveu durante o período jurássico nos mares que cobriam a Europa e eram predadores do ápice naquela época. Se considerar que as suas mandíbulas tinham mais de 10 metros de comprimento, é fácil ver porque razão este animal dominava a cadeia alimentar.




Mosasaurus

Se pensou que o Liopleurodon era enorme, irá perceber que o Mosasaurus era gigantesco. Alguns fósseis sugerem que podia atingir até 15 metros de comprimento, tornando-se um dos maiores predadores marinhos do período Cretáceo




Megalodon

E, finalmente, temos o mega-tubarão - Megalodon. É um dos maiores predadores da história marinha, bem como os maiores tubarões já registados. Basta imaginar um grande tubarão branco e multiplicá-lo por 3, dado que poderiam crescer até 20 metros. É muito difícil imaginar quão poderosa e mortal era esta máquina de matar, mas tente imaginar um autocarro escolar com dentes do tamanho da sua cabeça. Muitos e muitos dentes. 


Sem comentários:

Enviar um comentário