sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Os 10 Idiomas Mais Essenciais Para Aprender


À medida que o mundo se liga económica e socialmente, a capacidade de comunicação nunca foi tão importante quanto hoje. Aprender outro idioma é simplesmente prático. Com isso, aqui está uma lista dos 10 principais idiomas mais essenciais para aprender.


Português

Muitas vezes comparado ao espanhol, a língua portuguesa tem uma história separada e distinta que inclui a influência do vulgar latino e do celta. Também é muito mais difícil de aprender do que o espanhol. O português pode parecer obscuro para muitas pessoas mas, na realidade, mais de 230 milhões de pessoas afirmam-no como a sua língua nativa. Na verdade, é uma língua oficial em 10 países, em lugares tão distantes como Angola em África e Timor-Leste na Ásia. 


Russo

Com mais de 250 milhões de falantes nativos, o russo é geograficamente o idioma eslavo mais falado. O uso do alfabeto cirílico pode parecer um pouco intimidante no início, mas uma vez que se aprende, serve como um bom fundamento para a compreensão de outros idiomas baseados em eslavos, como o ucraniano, o sérvio e o búlgaro. Além disso, além de ser uma linguagem importante no mundo dos negócios, a língua russa possui a maior coleção de literatura científica e técnica do mundo, tornando-a extremamente prática para quem tem sede de conhecimento.


Japonês

Como uma potência económica, o japonês é uma língua essencial para conhecer. Ao viajar pelo Japão, pode surpreender-se ao descobrir que poucos sinais estão escritos em inglês e que a maioria da população nem sequer conhece o inglês. É falado por mais 120 milhões de pessoas e é considerado por algumas como a língua mais difícil do mundo, com 3 sistemas de escrita complexos, níveis de formalidade e uma estrutura de gramática que muitos podem achar enigmática. No entanto, aqueles que a estudam consideram-na uma linguagem muito divertida de aprender.


Hindi

Juntamente com o inglês, o hindi é a língua oficial do governo indiano. É uma linguagem verdadeiramente rica que adotou grande parte do seu vocabulário do persa, do sânscrito, do árabe, do turco e do inglês. Apesar da maioria das pessoas o associar à Índia, é também a língua oficial das Fiji e é uma língua regional no Suriname, no Trinidad, no Tobago e nas Maurícias. Como a quarta língua mais falada do mundo (mais de 260 milhões), teria muitas pessoas com quem conversar.


Árabe

O árabe é a língua oficial de 26 países e reivindica aproximadamente 422 falantes nativos e não-nativos. Tornou-se uma linguagem extremamente importante nos setores de energia e segurança, especialmente porque as cidades do Oriente Médio, como o Dubai, nos Emirados Árabes Unidos e Doha, no Qatar, emergiram como um dos centros económicos de mais rápido crescimento do mundo. No entanto, o idioma pode ser um desafio na medida em que contém vários dialetos (por exemplo, o árabe egípcio e o árabe marroquino contém diferenças linguísticas significativas) e tem um estilo de escrita complexo.



Alemão

Há tantas boas razões para aprender a língua alemã, antes de mais por ser a língua mais falada na União Europeia. Claro, com a Alemanha a ser a potência económica da Europa, também serve como uma importante linguagem de negócios. Enquanto as novas gerações de pessoas na Europa Oriental são mais propensas a aprender inglês, aquelas que cresceram sob a Cortina de Ferro estavam mais inclinadas a aprender alemão, tornando-se muito útil se estiver a viajar pela Polónia, pela República Tcheca e até pela Rússia. Embora o alemão tenha uma gramática mais complexa em comparação com o inglês é, no entanto, mais lógico.


Francês

Antes de ser substituído pelo inglês após a Segunda Guerra Mundial, o francês era o idioma da Europa para os negócios e para as viagens. Hoje, há até 110 milhões de falantes franceses nativos e outros 190 milhões que a falam como segunda língua. Além disso, somente na África, 31 países falam a língua oficialmente e, em 2050, esse continente deverá contar com 700 milhões de falantes. 


Espanhol

Cerca de 470 milhões de pessoas falam-na como língua nativa, além de 100 milhões que a falam como língua secundária. É a língua oficial de 20 países, principalmente na América do Sul e no Caribe. E é uma das línguas mais fáceis de aprender.


Mandarim

Com o desenvolvimento drástico da China, que está programada para superar os Estados Unidos como a maior economia do mundo dentro de alguns anos. Assim, a língua mais falada do mundo (com cerca de 955 milhões) assumiu grande importância. É uma língua extremamente difícil de aprender no início; os tons complicados podem mudar o significado de uma frase, mas com a prática torna-se mais fácil. O sistema de gramática é relativamente simples, embora a escrita de carateres chineses seja notoriamente difícil.


Inglês

Mais de 400 milhões de pessoas falam inglês como a primeira língua, mais 1 bilhão como língua estrangeira. Simplificando, é quase impossível viajar ou fazer negócios internacionalmente sem saber falar inglês. Na verdade, os pilotos comerciais são obrigados a sabê-la e a maioria das posições diplomáticas também o exigem. As difíceis regras ortográficas e a gramática absurda podem representar um desafio sério, mas quando se aprende é muito útil.

Sem comentários:

Enviar um comentário