quarta-feira, 13 de junho de 2018

7 Animais Adoráveis Que Têm um Início de Vida Muito Complicado

Os humanos usam muitos mecanismos de sobrevivência para garantir que os seus bebés cheguem à idade adulta, mas às vezes a Mãe Natureza dá aos animais testes quase impossíveis. Certas espécies começam a vida com nada além do instinto de sobrevivência e ainda assim vivem o suficiente e conseguem reproduzir-se, o que basicamente significa que esse esquema funciona. E, como um bónus adicional à sua terrível infância, pelo menos todos são lindos.


Cavalos Marinhos

O truque para sobreviver como bebé cavalo-marinho é... sorte. Menos de 0,5% de todos os cavalos-marinhos bebés vivem o tempo suficiente para conseguirem reproduzir-se. Literalmente tudo tenta matá-los. Não sabem nadar bem, precisam de comer constantemente e são presas de caranguejos e de qualquer outro peixe.




Girafas

É um dia quente na savana africana. A mãe girafa dá à luz de pé, para que possa fugir caso alguns predadores cheirem a sua ninhada. E eles cheiram. A girafa bebé bate na terra seca e, se não conseguir colocar-se de pé e correr, vai ser a refeição do predador. Mas isso não é tudo. A mãe girafa normalmente dá um pontapé ao recém-nascido. Boa sorte para sobreviver a isso.




Crocodilos

Imagine que acorda dentro de um ovo, de alguma forma consegue parti-lo e então percebe que está enterrado vivo. Isso são basicamente os primeiros minutos da vida do bebé crocodilo. Claro que a mãe ajuda os seus bebés, mas ainda é um começo complicado. E ainda há o fato dos pequenos crocodilos terem que aprender a nadar e a caçar em apenas algumas horas.




Ursos Polares

Os ursos polares bebés precisam de sobreviver à temperatura de cerca de -20 a -30 graus Fahrenheit, a lutar constantemente pelo leite materno da mãe. Houve até casos em que a mãe foi forçada a comer os seus próprios filhos para sobreviver. A natureza é implacável.




Tigres

Assim como os gatos domésticos, os tigres bebés vêm ao mundo cegos e muito indefesos. A mãe leva-lhes comida e depois de algum tempo um dos tigres bebés começa a afirmar o domínio. A mãe gosta disso, vê um futuro para esse filho e deixa-o alimentar-se primeiro. Ah, e os tigres machos, por vezes, visitam a mãe e matam todos os bebés só para terem relações.




Pinguins Imperadores

Os bebés de aves nunca têm um início fácil, mas com os bebés de pássaros que não voam e estão cercados de gelo ainda é pior. Aqui temos o Pinguim-Imperador, cujos bebés chegam sem penas e geralmente têm 1 das 2 opções para a primeira refeição: esperar pela mãe, que pode estar a 50 quilómetros de distância; ou comer o esperma deixado pelo seu pai, composto de 59% de proteína e 28% de lipídios, diretamente do esôfago dele. 2 meses depois, os bebés devem ter penas suficientes para capturar os seus próprios peixes.




Camaleões

E finalmente, o bebé camaleão. Os pais camaleões são idiotas e vão embora o mais depressa possível. Os bebés nascem com as suas estranhas habilidades como a camuflagem, os olhos e a língua comprida, e depois de algumas provações e erros, podem morrer de exaustão ou voar e viver o tempo suficiente para contar a história.

Sem comentários:

Enviar um comentário